ADUFPEL - Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pelotas

Logo e Menu de Navegação

Andes Sindicato Nacional
A- A+

Notícia

Tramitao da Contrarreforma da Previdncia suspensa durante Dia de Luta

No dia de ontem (19), mesma data em que o governo pretendia dar início às discussões sobre a Contrarreforma da Previdência (PEC 287/16), no Congresso Nacional, a população foi às ruas mais uma vez, em todo o país, contra a Proposta. Em Pelotas, dois atos ocorreram durante o dia e reuniram centenas de pessoas.

 

A manifestação iniciou pela manhã e teve a participação de docentes da UFPel, que aprovaram adesão à paralisação em Assembleia Geral, ocorrida no dia 14. A população reuniu-se-se em frente ao prédio do INSS e bloqueou a rua Almirante Barroso por algumas horas. A partir das 17h, um ato público aconteceu no calçadão da Andrade Neves, onde novamente foi denunciada a destruição da Previdência Social caso a PEC seja aprovada. Manifestantes distribuíram, também, materiais informativos à população que passava pelo local.

 

Suspensão de tramitação da PEC é anunciada durante a tarde

No fim da tarde, enquanto ainda ocorria a manifestação contrária à PEC 287, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, anunciou a suspensão da tramitação da Proposta. A justificativa foi o decreto presidencial de intervenção militar no Rio de Janeiro, que impede a votação de qualquer emenda à Constituição.

 

“Com luta, fizemos a pressão necessária para que o governo Temer não conseguisse, no Congresso, os votos necessários para aprovação da nefasta Reforma. Infelizmente, a absurda intervenção militar no Rio de Janeiro serve como desculpa para esta suspensão da votação. Fiquemos atentos e mobilizados!”, afirmou a presidenta da ADUFPel-SSind, Fabiane Tejada.

 

O Dia Nacional de Greves, Paralisações e Mobilizações foi chamado pelas centrais sindicais e incluído no calendário de ações para a luta em defesa dos serviços públicos e contra a Reforma da Previdência. Em nota, o ANDES-SN reafirmou a importância do Dia de Luta “apesar da gravidade da conjuntura política, ocasionada pela intervenção militar no estado do Rio de Janeiro - inédita desde a vigência da Constituição Federal de 1988.

 

Assessoria ADUFPel

 

Fotos: Assessoria ADUFPel

Veja Também

  • relacionada

    Convocao para Assembleia Geral de Greve de 23 de abril

  • relacionada

    Agenda da greve: 19 a 26/04

  • relacionada

    Manifestao na Esplanada rene 10 mil servidoras e servidores na 'Marcha a Braslia'

  • relacionada

    Greve avana e 4 rodada da Mesa de Carreira marcada para sexta-feira (19)

  • relacionada

    19 de abril dia de resistncia dos povos indgenas

  • relacionada

    Apesar do apelo de servidores/as, Cocepe decide no suspender o Calendrio Acadmico neste...

Newsletter

Deixe seu e-mail e receba novidades.